Comportamento & relacionamento, como sou?

Bom senso, a arte do bom relacionamento

Por Werica Inácio 29/04/2017 - 05:34 hs
Comportamento & relacionamento, como sou?
Comportamento & relacionamento, como sou?

Algumas pessoas complicam muito seus relacionamentos fazendo deles cadeias invisíveis com o(a)  parceiro (a), tornando assim a relação uma bomba relógio cronometrada em segundos para o parceiro explodir e jogar tudo para ar. e com isso eu pergunto,  seria eu a louca  da relação ? Aquela que não deixa sair, que fusa, fusa e fusa milhões de vezes pra achar ao menos uma virgula de diferente na conversa com os amigos, no grupo ou ate mesmo pra ver se fala de mim na conversa da família ?  

 

Será que sou aquele tipo de mulher histérica que quer ele só pra mim, ele não pode sair porque só sai se eu estiver junta ? ou talvez sou aquele tipo que liga 24 horas por dia para saber o que esta fazendo, onde esta, com quem e blá-blá-blá. Mas talvez eu seja aquela que tira ele de todos os amigos porque nenhum presta para andar com ele, e acabo me esquecendo que quando o conheci eles vieram na vida dele primeiro que eu, e engraçado que eu quero mudar ele todo agora?  

 

Alias eu gostei dele pelo que ele era ou por quem eu o tornaria quando tivesse comigo ? Ou será que eu sou aquela que não está nem ai, que se esta comigo ótimo se não ótimo também, aquela que trata ele mal, que pisa que se acha a superior. Ou talvez eu seja o tipo de mulher amorzinho mas que vive reclamando que ninguém me valoriza, ou eu seja todas essas em uma só mas tenho outro porque não da para ser isso tudo, uma vez que sou apenas um (a)! 

 

Quando ele terminar comigo, eu  fico mim perguntando o que eu fiz de errado ? Eu dei tanto carinho, me dediquei a ele, mas acabei esquecendo de alguns detalhes, que  fui louca pra ele, que o trai, que vivia reclamando que ninguém me valorizava, que precisava sair, e blá-blá-blá .  

Um relacionamento é a dois, não vai adiantar  querer que ele seja perfeito, que tenha aquele ciuminhos lindo e eu ser doida louca, problemática que vive jogando um passado que ele não tem anda haver, um dos nossos erros é querer descontar problemas do passado em pessoas do futuro, que não viveu comigo as dores que tive no passado, e acabo me esquecendo que  ele também tem outras prioridades. 

 

Preciso entender que antes de me conhecer ele já tinha uma vida, ele já tinha seus jogos marcados com os amigos, tinha família que conversava sobre varias coisas, tinha algumas amigas que nem sempre são putas mas sim aquelas que dão os conselhos dos presentes que ele deve te dar, quando vocês brigam da uma força para ele correr atrás e pedir perdão. 

 

Tenho que entender que quem precisa de atenção na relação não é só eu o meu parceiro também precisa; apesar de ter TPM todo mês e me estressar, ele também tem problemas todos mês e eu  também preciso compreende-lo, preciso parar de fazer mi-mi-mi, isso precisa parar, se eu gosto dele e ele faz de tudo pra me compreender  mesmo sendo um poço tão complicadao, um labirinto escuro, ele ainda se esforça para esta comigo é um cara bacana! 

 

Mas se ele quiser gostar de mim, vai ter que me aceitar do jeito que sou, claro, então porque  eu quero tanto mudar ele ? Quando ele gosta tanto de festa e eu não quero que ele vá, quando ele gosta de sair com os amigos e eu não quero que ele sai? Eu posso ter amigos mas ele não, porque? São todas putas e esses amigos só levam ele pra um mal caminho?  Preciso entender que eu não sou o selo do In metro para dizer quem é bom ou não pra andar com ele,  será se não posso mudar um pouco por ele também?  

 

Alias ele deixou de fazer tantas coisa por mim; mudar não seria a palavra certo mas talvez um melhorar par estar com ele, um relacionamento é feito de um conjunto de pessoas onde os dois lutam pra da certo, onde os dos correm atrás, é feito a dois sem terceiras pessoas, amiguinha que da palpite demais em seu relacionamento nunca vai aceitar você falar. 

 

Você é a única pessoa que sabe entender seu relacionamento ninguém mais que você e ele, então para terminar quero te deixar um conselho seja pra ele como ele é pra você, se ele te valoriza, valorize ele porque vai valer a pena.

 

Autor (a): Werica Inácio, é estudante de Direito e colunista oficial no grupo tempos de comunicações