Enquanto os bons se escondem e os de capacidade política comprovada se omitem, Josias Generoso confirma-pré-candidatura a prefeito de Niquelândia

Sou da Madureira e o pastor Alvéssimo não vai interferir na política dessa vez

Por Semaias Pereira 30/01/2018 - 20:06 hs
Foto: (reprodução)
Enquanto os bons se escondem e os de capacidade política comprovada se omitem, Josias Generoso confirma-pré-candidatura a prefeito de Niquelândia
Josias Generoso

O portal de noticias primeiraedicao.online trará ao longo do mês de Fevereiro, uma serie de entrevistas e reportagens com alguns dos principais nomes que já se colocaram a disposição para disputar as vagas de prefeito e vice-prefeito em Niquelândia-Go. 

Com uma população de aproximadamente 45.913 habitantes o município que fica a cerca de 300 km da capital do estado, é o maior do estado de Goiás em extensão territorial procura uma pessoa que tenha gabarito para representar o povo na prefeitura

A cidade vive dias de expectativa quanto ao processo de casacão pelo (TSE) da chapa que elegeu o atual prefeito Valdeto Ferreira e seu vice Celino Correa. Em julgamento iniciado no último mês de 2017, o prefeito iniciou perdendo por seis votos a zero, e permanece à frente do cargo, graças a uma liminar do ministro Gilmar Mendes, que flexionado a um pedido de vista na sessão de julgamento, quando por regra regimental nem se quer era necessário o seu voto. O caso Valdeto Ferreira e Celino Correa, deve ser julgado a qualquer momento, e seguindo a ordem do que tem sido estabelecido pela suprema corte eleitoral, a capital do níquel deve ter novas eleições, ainda no primeiro semestre de 2018.

Com uma administração tacanha, e cravando seu nome na história publica do município como o pior administrador de todos os tempos! O prefeito Valdeto Ferreira, insiste em deixar inúmeros servidores do município com seus salários em atraso desde o mês de outubro de 2017. 

E diante deste fiasco administrativo, é que o empresário e bacharel em gestão pública, Josias Generoso, filiado ao PR (Partido da Republica) coloca o seu nome a disposição na condição de pré-candidato a prefeito de Niquelândia. 

Setores da comunidade, afirmam que enquanto os bons se escondem e os de capacidade política comprovada se omitem, homens inexperientes, e com capacidade para conduzir os ditames administrativos da cidade em duvida, colocam seus nomes como pré-candidatos, a futuras eleições municipais, portanto, por esta razão, afirma o pré-candidato Josias Generoso se destaca entre os demais. 

De uma numerosa família com doze irmãos, Josias Generoso é evangélico, ligado a Igreja Assembléia de Deus – Madureira; é casado e pai. 

Perguntado por nossa reportagem sobre sua pretensão em concorrer ao cargo de prefeito de Niquelândia, caso ocorra novas eleições no município, Josias Generoso, afirmou categoricamente: “Sim sou pré-candidato, pois me acho preparado”.

Sobre o apoio do PR em Niquelândia, partido político ao qual é filiado, o pré-candidato assegura ser o único nome da legenda com essa pretensão. 

Quanto o atual momento político em que passa a cidade, Josias Generoso fala do município de Niquelândia, como sendo uma cidade desacreditada, com um povo sofrido, graças às mazelas das últimas administrações, e falta de perspectiva do atual governo

Ao ser indagado sobre suas principais propostas de governo, o pré-candidato do PR afirma que: “frente a tais mazelas, o mínimol que o povo espera de um gestor é manter a cidade dentro dos eixos, ou seja, ampliar com a folha de pagamento e garantir as politicas públicas primárias, dentre elas a saúde e a educação são as que ele reputa mais vitais para a comunidade. Sustenta o pretenso candidato que não medirá esforços para garantir o mínimo existencial para o nosso povo, pois as demais gestões têm deixado a desejar. 

Diante de um possível apoio do prefeito Valdeto Ferreira, à sua pré-candidatura, Josias Generoso, não se hesitou em afirmar o que pensa sobre o atual gestor “ficha-suja”: “Não aceito por que a ajuda dele (Valdeto Ferreira) diante do atual cenário só atrapalha não soma nada!” Ademais, pela postura administrativa que ele tem adotado, creio que não tem nada a acrescer a nenhum gestor! Afirma Generoso. 

Quanto à pessoa do vice-prefeito Celino Correa, Josias Generoso foi mais ameno: 

“O Celino Correa é ótima pessoa, e soma muito, ele lutou muito pelo nosso município, e muito mais do que o prefeito, ele se esforçou para que as coisas dessem certo, todavia, não teve o apoio do prefeito”.

Lideres da sociedade organizada afirmam que o prefeito Valdeto Ferreira tem sido sagaz em seu estilo maléfico de governar, e tem conseguido bom êxito ao silenciar algumas das vozes mais excelentes que poderiam fazer oposição ao seu mau governo. Ao ser perguntado se é ou não oposição ao atual prefeito, o pré-candidato Josias Generoso, se limitou a dizer: “Com certeza sou oposição ao Valdeto, sempre fui, e mais ainda agora diante dessa malversação”. 

Nossa reportagem afirma que a geração de emprego e renda será um desafio para o próximo administrador de Niquelândia, por isso perguntamos a Josias Generoso, qual seria, seus planos para fortalecer o comercio local?

 “A alternativa mais viável é o turismo. No entanto, afirma que não medirá esforços para trazer novos investidores para o Município, ou seja, fomentar a indústria e o agronegócio local, mesmo que seja necessário dar incentivo fiscal para determinadas empresas. É uma ideia para amadurecer com os representantes do Legislativo. Temos muito a ser explorado e parcerias com empresas de pequeno porte, dar incentivo pra empresas migrar pra nosso município, a exemplo dos lacticínios e etc.”

Comenta-se pelos quatros cantos do município que um dos maiores vexames político-religioso da história política de Niquelândia envolveu a maior igreja evangélica da cidade, onde um de seus pastores concorreu ao cargo de vice-prefeito, mas graças ao baixo prestigio eleitoral do presidente da denominação, o candidato apoiado pela referida igreja, amargou o terceiro lugar nas eleições 2016; e indagado sobre sua ligação com a igreja e interferência política do pastor presidente, Josias Generoso garante:

Sou da Madureira e o pastor Alvéssimo não vai interferir na política dessa vez, até porque eu tenho liberdade de trabalhar com todos os pastores da Madureira e tenho amizade com 90 % por cento de todas as igrejas evangélicas de Niquelândia!”.

É unanimidade em quase todos os setores organizados que um dos nomes mais celebrados e dignos na política niquelandense, é o da ex-primeira dama do município, e ex-deputada Estadual Gracilene Batista, também afiliada ao PR. Nas eleições municipais de 2016, Gracilene Batista, ficou em segundo lugar na disputa para prefeitura de Niquelândia, todavia, frente à herança que carrega consigo, o qual não precisa nem pontuar, faz com que ela não viabilize e disponibilize o seu nome para uma disputa eleitoral.

Considerada Garça-branca e sua alvura implacável, graças as suas mãos e caráter cristalinos, na condução da coisa publica, Gracilene Batista deve ser fiel de balança nas possíveis eleições municipais de 2018, e sobre a colega de partido, Josias Generoso, gaba-se do confortável apoio: 

Eu sou do PR e a Gracilene Batista é filiada também, mas ela não vai interferir na política; por estar trabalhando em Goiânia e no TCM (Tribunal de contas dos municípios). A Gracilene Batista não é candidata, com certeza não dará tempo para desincompatibilizar”.

Josias Generoso, afirma está tomado pelo sentimento de fazer diferente, colocar em prática o que aprendeu como gestor público nos bancos da faculdade e nos livros. Diz estar preparado e confiante na sua honestidade e compromisso que tem com Deus e com o povo.  Afirma que sua longeva experiência em disputas eleitorais só tem a contribuir.  Sua fala tem um tom de agradecimento, pelos votos que recebera, e vem de um continuo e gradativo crescimento eleitoral, obteve 389 votos na primeira vez que disputou eleição para vereador, depois obteve 401 votos, e mesmo com excelente votação ficou de fora, por apenas nove votos não foi eleito, mas é primeiro suplente.  

Chegou a disputar eleição para Deputado Estadual, onde alcançou 915 votos, sem ter gasto e nem ter se beneficiado de financiamento de campanha, período em que a cidade de Niquelândia, teve pelo menos cinco candidatos a deputado.

“Só tenho a agradecer ao povo que sempre confiou na minha pessoa e se Deus permitir vamos saber valorizar o voto de confiança de cada um com respeito e responsabilidade. Prometendo muito trabalho e transparência absoluta nas minhas ações como gestor público, se o povo me conceder esta oportunidade, é claro.” – Josias Generoso.