Padrasto é preso suspeito de abusar sexualmente de duas enteadas em Luziânia

Segundo a polícia, abusos começaram quando uma das vítimas tinha 7 anos. Ela relatou que homem passava a mão pelo seu corpo

17/04/2018 - 14:09 hs
Foto: (Divulgação/Polícia Civil)
Padrasto é preso suspeito de abusar sexualmente de duas enteadas em Luziânia
Padrasto é preso suspeito de abusar sexualmente das enteadas, em Luziânia

Um segurança de 39 anos foi preso suspeito de abusar sexualmente de duas enteadas, em Luziânia, no Entorno do Distrito Federal. Os abusos começaram quando uma das vítimas tinha apenas 7 anos, segundo a polícia.

De acordo com as investigações, o homem morava com a mãe das vítimas desde a infância delas. O crime começou pela enteada mais velha, que hoje tem 17 anos. Ela relatou à polícia que o homem passava a mão pelo seu corpo e partes íntimas. Porém, não soube precisar por quanto tempo os abusos aconteceram.

Além dos abusos, o suspeito tinha ciúmes e era possessivo com a enteada, segundo a polícia. “Certa vez, quando a menina foi apresentar um pretendente a namorado para a mãe e o padrasto, ele se mostrou muito bravo, expulsou o rapaz da casa e até quebrou uma porta da residência”, disse o delegado Danilo Martins.

Já a irmã, que hoje tem 15 anos, disse à polícia que o padrasto passou a mão em suas pernas por duas vezes quando ela tinha 14 anos.

A polícia começou a investigar o caso após as duas vítimas contarem o caso para a mãe e, juntas, denunciarem o homem. “Quando as filhas falaram sobre os abusos, a mãe terminou o relacionamento com o padrasto e ele fugiu para Valparaíso de Goiás, onde foi preso”, completou o delegado.

O homem foi preso temporariamente na quinta-feira (12) e vai responder por estupro de vulnerável. Ele foi ouvido e levado ao presídio de Luziânia, onde vai aguardar os próximos passos do processo.