Antonio Fagundes lamenta uso da internet para propagar mentiras e viaja com peça por Brasil, Portugal e EUA

Antonio Fagundes lamenta uso da internet para propagar mentiras e viaja com peça por Brasil, Portugal e EUA

Ator segue em cartaz com a comédia “Baixa Terapia” ao lado do filho Bruno Fagundes e da mulher Alexandra Martins

17/05/2018 - 23:29 hs
Foto: Rodrigo Peixoto / Gshow
Antonio Fagundes lamenta uso da internet para propagar mentiras e viaja com peça por Brasil, Portugal e EUA
Ator Antonio Fagundes

"Não sou eu, mas vou aproveitar para divulgar minha peça”, diz Antonio Fagundes em tom bem-humorado confirmando não se tratar dele em um vídeo que circula na internet desde a manhã desta quinta-feira (17). O ator foi confundido com uma pessoa que se envolveu em uma discussão acalorada em um posto de gasolina e, por causa disso, seu nome ficou entre os assuntos mais comentados da internet. O 'É ou Não É' do G1 analisou os vídeos e garante: é fake news. Não era o ator quem estava nas imagens!

Enquanto isso, Fagundes segue com foco total no teatro. Há um ano em cartaz com a comédia “Baixa Terapia” e viajando por várias cidades brasileiras, este fim de semana ele desembarca em Belo Horizonte, no SESC Palladium, e segue com agenda cheia até o final do ano com turnês, inclusive, em Portugal e Estados Unidos. Um cronograma digno de grandes estrelas como ele.

Sobre a situação em que viu seu nome envolvido nas redes sociais, o ator lamenta que um espaço como a internet seja usado para propagar mentiras. “É um veículo tão importante para divulgar tanta coisa boa, e tem pessoas fazendo isso. Uma loucura”, disse o ator ao Gshow, com exclusividade.

A peça que move Fagundes neste momento é uma comédia do argentino Matias Del Federico sobre três casais que se encontram para consulta com uma psicóloga que não aparece. Eles mesmos acabam seguindo com uma sessão coletiva. Fagundes vive o cinquentão Ariel casado com Paula (interpretada por Mara Carvalho, ex-mulher do ator), com quem vive uma relação longe do romantismo de outrora. Fábio Espósito e Ilana Kaplan são Roberto e Andrea, um casal passando por traumas recentes como a perda da mãe dela e do emprego. Na pele de Estevão está Bruno Fagundes, um apaixonado pela namorada Tamara (Alexandra Martins, esposa de Antonio Fagundes) que não entende por que ela não quer dividir o mesmo teto. A tradução do texto original do espanhol para o português é de Clarisse Abujamra, primeira ex-mulher do ator.

"A gente não precisa de terapia", brinca sobre o trabalho no palco ao lado do filho, da mulher e sua ex-mulher.

"Grande parte do público nem sabe dessa relação. A gente bate um papo com eles depois do espetáculo e percebe isso. O sucesso da peça é que ela é boa e uma grande comédia".

“Baixa Terapia” vem recebendo elogios da crítica e do público também.

"Estamos há mais de um ano em cartaz em São Paulo, agora a gente começa a turnê, e a peça já tem mais de 100 mil espectadores. Essa crítica positiva tem fundamento: a peça trata dos assuntos de uma forma bastante universal", explica ele, que continua: "Só de brincadeira elencamos no camarim pelo menos 25 temas importantes no espetáculo, o que faz a galera pensar bastante".

Com um final supreendente, a comédia faz o público repensar a vida. Além disso, com os seis atores em cena o tempo todo, Antonio Fagundes destaca os múltiplos pontos de vista do espetáculo:

"Há pessoas que assistiram mais de quatro vezes a peça. A gente brinca que é multifocal, vai ter sempre um espetáculo diferente".

A direção de “Baixa Terapia” é de Marco Antônio Pâmio. Além de Belo Horizonte, em Minas Gerais, nos dias 19 e 20 de maio, a peça ainda vai passar por algumas cidades de São Paulo (25 a 27/5, em Campinas; 2 e 3/6, em São José do Rio Preto; 8/6, em Marilia; 9/6, em Botucatu; 10/6, em Bauru; 7 e 8/7, em São Caetano), pelos Estados de Goiás (15/6, em Anápolis; 16/6, em Goiania), Rio Grande do Norte (23 e 24/6, em Natal), Rio Grande do Sul (3 a 5/8, em Porto Alegre) e Distrito Federal (8 e 9/9). No meio dessa temporada há apresentações nos Estados Unidos em julho e, de setembro a dezembro, os palcos serão em Portugal.