Justiça de Minas Gerais nega recurso e manda prender Eduardo Azeredo

Justiça de Minas Gerais nega recurso e manda prender Eduardo Azeredo

Ex-governador de Minas Gerais foi condenado a 20 anos de prisão pelos crimes de peculato e lavagem de dinheiro

23/05/2018 - 04:48 hs
Foto: (Luís Macedo/Câmara dos Deputados)
Justiça de Minas Gerais nega recurso e manda prender Eduardo Azeredo
Azeredo foi condenado a 20 anos de prisão por peculato e lavagem de dinheiro

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) negou um recurso da defesa e determinou a prisão imediata de Eduardo Azeredo, ex-governador mineiro. Por unanimidade, os cinco ministros rejeitaram os embargos infringentes apresentados pelos advogados de Azeredo e autorizaram o encarceramento do político.

Azeredo foi condenado a 20 anos de prisão por peculato e lavagem de dinheiro no processo conhecido como mensalão tucano. De acordo com denúncia do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), os integrantes do esquema desviaram recursos de empresas públicas para financiar campanhas eleitorais na década de 90.

De acordo com os procuradores, Azeredo foi um dos principais articuladores do esquema. Ele foi condenado por desviar dinheiro público de empresas estatais como o Banco do Estado de Minas Gerais (Bemge) e a Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa).

Os recursos desviados foram usados na campanha dele ao governo do estado em 1998. Mesmo com as articulações, ele perdeu para o concorrente Itamar Franco. Ele usava agências de publicidade para disfarçar a retirada de recursos dos cofres públicos. (Com conteúdo do Correio Braziliense).