Noiva deixa casamento para ir a delegacia após irmão ser preso, em Anápolis

Avisada do motivo de irmão faltar a cerimônia, mulher esperou o 'sim' e se dirigiu à unidade policial, enquanto convidados a aguardavam na festa

25/06/2018 - 21:20 hs
Foto: (Reprodução/TV Anhanguera)
Noiva deixa casamento para ir a delegacia após irmão ser preso, em Anápolis
Noiva visita o irmão em cela de cadeia de Anápolis

Uma noiva deixou o próprio casamento para ir a delegacia após o irmão ser preso, em Anápolis, na noite deste sábado (23). O rapaz, identificado como Luciano Pereira Lopes, de 28 anos, era esperado na cerimônia, mas não compareceu. Avisada do motivo, a mulher esperou o “sim” e se dirigiu à unidade policial, enquanto convidados a aguardavam na festa.

A cena foi registrada por plantonistas. O G1 e a TV Anhanguera não conseguiram localizar nem a mulher nem a defesa do irmão dela. De acordo com a Polícia Militar, responsável pela prisão, o homem estava com três carros roubados e 74 kg de maconha.

A noiva conversou com o irmão, que estava dentro da cela, por cerca de uma hora. Uma foto tirada no momento mostra os dois de mãos dadas por entre as grades. Após a visita, a mulher foi para a festa de casamento.

A prisão

Policiais militares receberam uma denúncia anônima informando que havia um carro com placa clonada circulando no Setor Industrial Munir Calixto, na região sudeste da cidade. O veículo, um Voyage preto, havia sido roubado em Terezópolis.

Na abordagem, os PMs verificaram os dados de Luciano e decidiram revistar a casa dele. O rapaz já havia sido preso por tráfico de drogas e roubo anteriormente. No local, foi encontrada uma espécie de “contabilidade” de tráfico de drogas.

“Aí ele nos passou que essa maconha estaríamos em outra casa. Chegando lá, encontramos o Douglas [Carvalho de Oliveira, de 20 anos], que estava foragido desde outubro do ano passado da cadeia de Anápolis. Ele tinha sido preso por tráfico e dois homicídios”, explicou o major da PM Alexandre Saliba.

Outros dois carros – um HB20 prata roubado em Goiânia e um Voyage branco roubado em Nerópolis – também foram apreendidos com a dupla. A Polícia Civil informou que os presos vão responder por associação para o tráfico, tráfico de drogas e receptação.

O G1 ligou para a delegacia da cidade para saber se os suspeitos seguiam presos, mas não conseguiu contato até as 12h50 desta segunda-feira (24). (Conteúdo do G1).