Haddad visita Lula, e Bolsonaro o chama de 'pau mandado de preso'

Uma reunião com o ex-presidente foi o primeiro compromisso de Haddad um dia após o primeiro turno das eleições

Por Semaias Pereira 08/10/2018 - 19:12 hs
Foto: AFP
Haddad visita Lula, e Bolsonaro o chama de 'pau mandado de preso'
Haddad visita Lula, e Bolsonaro o chama de 'pau mandado de preso'

O segundo turno da disputa presidencial começou com duras críticas de Jair Bolsonaro (PSL) ao seu adversário, Fernando Haddad (PT). Após tomar conhecimento de que o primeiro compromisso do petista seria uma visita ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que cumpre pena em Curitiba, o capitão reformado do Exército chamou o ex-prefeito de São Paulo de "pau mandado de preso por corrupção". "A escolha é dos senhores. Serem governados por alguém limpo ou pau mandado de preso por corrupção!", escreveu Bolsonaro nesta segunda-feira (8/10) na rede social. 

Como anunciou ainda no domingo à noite, ao agradecer os votos que o levaram ao segundo turno, Haddad viajou nesta manhã à Curitiba para visitar Lula, que se encontrará também com o secretário de finanças do partido, Emídio de Souza, e Luiz Eduardo Greenhalgh, advogado historicamente ligado ao Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST).

O PT pretende ouvir o ex-presidente sobre alianças e quais os rumos a serem tomados pela campanha de Haddad. O ex-prefeito inicia a disputa em desvantagem, depois de receber 29,3% dos votos válidos, contra 46,1% de Bolsonaro.

Um dos pontos que podem ser alterados é o programa de governo do PT, feito, à princípio, para uma candidatura de Lula, que foi obrigado a abandonar a disputa. Há grupos petistas que defendem maior moderação em questões tributárias e outros temas. Também há uma ala que deseja ver Haddad saindo de "baixo das asas" de Lula para ser ele próprio no segundo turno. Com informações da Agência Estado