Dicas de comunicação para estimular profissionais tímidos a dar sugestões

Dicas de comunicação para estimular profissionais tímidos a dar sugestões

Como facilitar a comunicação das pessoas introvertidas

27/05/2017 - 02:24 hs
Foto: divulgação
Dicas de comunicação para estimular profissionais tímidos a dar sugestões
Dicas de comunicação para estimular profissionais tímidos a dar sugestões

Trabalhar em equipe significa entrar em contato com costumes, estilos e personalidades diferentes. É essa mistura que estimula a troca de ideias que, por vezes, leva a soluções inovadoras. Ambientes onde há espaço para compartilhar sugestões tendem a ser mais produtivos e divertidos do que aqueles em que as pessoas não se sentem à vontade para se expor.

Em função da timidez, porém, nem todos os profissionais ficam à vontade na hora de falar o que pensam em público, ainda que o ambiente seja favorável. Caso esta característica atrapalhe o desenvolvimento do profissional, é papel do líder ajudá-lo a ser mais desinibido.

Cuidado na hora de chamar a atenção

Momentos embaraçosos no dia a dia dos tímidos tendem a ser superdimensionados e relembrados frequentemente – na cabeça deles. O medo do julgamento e a necessidade de aceitação também são comuns entre esses profissionais. Eles se preocupam muito com o que os outros pensarão das suas opiniões e se a reação do chefe será positiva ou negativa. Quando o pior cenário se concretiza, é difícil que se sintam à vontade para opinar novamente.

Imagine que alguém dê uma sugestão, e o coordenador da reunião, ao perceber que se trata de uma colocação inadequada, responde com deboche e grosseria. Em uma situação como esta, algumas pessoas não se deixam afetar. O tímido, no entanto, tende a remoer o ocorrido por um bom tempo e provavelmente ficará mais calado nas oportunidades seguintes.

Quando se quer criar uma equipe em que todos colaborem, ser gentil na hora de ouvir críticas e sugestões é crucial. Na hora de dizer que não é possível seguir um caminho, explique detalhadamente o porquê. Em determinadas ocasiões, será ainda melhor se você se oferecer para tomar um café com o funcionário e lhe dar maiores explicações sobre a inviabilidade da proposta. Desta forma, ele terá mais chances de evitar levar a crítica para o lado pessoal. Poderá compreender que a crítica era para sua ideia e não para ele. Fora apenas algo inapropriado naquele contexto.

Faça reuniões em grupos menores

Um dos medos mais comuns do ser humano, segundo diversas pesquisas, é falar para públicos muito grandes. Para os tímidos, o problema pode ser ainda maior. Uma forma de estimulá-los a se comunicar é mostrar que você está disposto a ouvir as suas sugestões. Por exemplo, convide todos os funcionários a ir até a sua mesa caso queiram compartilhar alguma ideia. Se você for um gestor receptivo, é provável que as pessoas aceitem esse convite – ainda que inicialmente de maneira esporádica para, com o tempo, e a confirmação do acolhimento, se tornar algo natural.

Experimente também formar grupos de reunião pequenos, com cerca de cinco ou seis pessoas. Ao fazer isso, é menos provável que os tímidos enxerguem os outros participantes como um público desafiador. Deverão vê-lo, sim, como colegas de trabalho dispostos a ouvi-los. A tendência é que, aos poucos, o colaborador se sinta familiarizado às reações dos participantes e até se encoraje para compartilhar suas ideias com grupos maiores.

Demonstre interesse ao que os profissionais têm a dizer

Sabe quando um colaborador o procura para conversar e você não consegue dar a atenção por estar ocupado? Nesse momento, como você age? Tendo em vista que abordar os superiores pode ser difícil para os tímidos, este ato pode ter exigido dele muita coragem. Caso você tenha simplesmente respondido “agora não posso, estou ocupado”, provavelmente ele pensará duas vezes antes de se manifestar da próxima vez. E, talvez, você tenha perdido a oportunidade de ouvir uma grande ideia.

Uma sugestão é que, quando não puder dar atenção a um colaborador, você demonstre que se interessa em ouvir o que ele tem a dizer ainda que seja em outro momento. Você pode dizer, por exemplo, “agora estou muito ocupado. O que acha de conversarmos amanhã às 10h? Terei trinta minutos livre”. Ao fazer isso, a autoestima dele tende a aumentar. Ele provavelmente perceberá que você considera possível que ele diga algo interessante.

É papel do líder garantir que tímidos com ideias brilhantes se sintam à vontade para compartilhá-las!

Por Eduardo Adas, sócio-fundador da SOAP.