Moro manda soltar réus presos na 40ª fase da Operação Lava Jato

Moro manda soltar réus presos na 40ª fase da Operação Lava Jato

Juiz considerou que não há mais razões para que empresários sigam detidos, já que o processo contra eles já está em fase final

20/09/2017 - 19:54 hs
Foto: divulgação
Moro manda soltar réus presos na 40ª fase da Operação Lava Jato
Moro manda soltar réus presos na 40ª fase da Operação Lava Jato

O juiz federal Sérgio Moro mandou soltar os empresários Paulo Roberto Gomes Fernandes e Marivaldo do Rozário Escalfoni. Os dois foram presos em maio deste ano, quando a Polícia Federal deflagrou a 40ª fase da Operação Lava Jato. A decisão foi tomada na terça-feira (19).

Os empresários foram detidos sob a suspeita de comandar empresas de fachada, que eram usadas por grandes empreiteiras para fraudar contratos com a Petrobras. As empresas ligadas a Fernandes e Escalfoni forneciam notas fiscais de serviços que não tinham prestado, segundo o Ministério Público Federal.

Eles foram denunciados em junho deste ano, pelos crimes de corrupção ativa e lavagem de dinheiro. Na decisão, Moro considerou o fato de que faltam poucas testemunhas a serem ouvidas no processo, que tem ao todo seis réus, sendo três ex-gerentes da Petrobras.

"Considerando, porém, que já foram realizadas buscas e apreensões nos endereços dos acusados e de suas empresas, e que já foram ouvidas a quase totalidade das testemunhas na referida ação penal 5024266-70.2017.4.04.7000, reputo viável no presente momento substituir a prisão preventiva por medidas cautelares alternativas", disse o juiz.

Moro trocou a prisão por uma série de restrições. Entre elas está a apreensão dos passaportes deles, a proibição de deixarem o país e a proibição de mudança de endereço. Eles também não podem efetuar saques bancários em valores iguais ou superiores a R$ 10 mil, nem firmarem contratos com empresas que sejam fornecedoras da Petrobras.