‘Nós merecemos’, diz Renato ao chegar na Arena após vitória

Delegação gremista circulou em carreata por Porto Alegre e foi recebida pela torcida

30/11/2017 - 15:47 hs
Foto: (ITAMAR AGUIAR/AFP)
‘Nós merecemos’, diz Renato ao chegar na Arena após vitória
O técnico Renato Gaúcho exibe a taça do tri da Libertadores durante carreata do Grêmio

Com seus inconfundíveis óculos escuros, depois de pedir uma estátua para si mesmo e “decretar feriado” pela vitória do Grêmio na Copa Libertadores, o técnico Renato Gaúcho retornou a Porto Alegre consagrado. “Nós merecemos”, disse Portaluppi ao chegar na Arena, depois de desembarcar do ônibus que levou o time do Grêmio em carreata pela capital gaúcha durante a manhã.

“Não tem preço. Desde o início do ano, a gente correu atrás. Vencer a Libertadores era um sonho da torcida, era um sonho nosso. A nossa maior felicidade é ver a torcida feliz. Por isso que trabalhamos. Nós merecemos e o nosso torcedor merece também”, disse o técnico aos jornalistas que o aguardavam.

A taça entrou no estádio por volta das 13h30 nas mãos do capitão Geromel, chamado pelos tricolores de “GeroDeus” por causa do bom desempenho ao longo do campeonato. Na Arena, os jogadores foram recepcionados pela torcida que entonava o hino do time e comemoravam o “tri”.

Antes de chegarem à Arena, os jogadores circularam pelas ruas de Porto Alegre em um caminhão.

Bandeiras do time foram penduradas nas casas, confetes foram jogados do alto dos prédios e até balões azuis foram usados para as boas-vindas aos campeões. A torcida tomou conta do Paço Municipal, espaço em frente à prefeitura, no centro da cidade. Ali, a delegação gremista recebeu a “chave da cidade”, entregue pelo prefeito Nelson Marchezan J. (PSDB), que torce para o Grêmio.

A festa dos torcedores, porém, começou ainda ontem. Ponto tradicional de encontro dos gremistas, tanto a Arena como a Avenida Goethe, próximo ao Parcão, ficaram lotadas para acompanhar o jogo. A festa “Soy Loco por Tri América”, no estádio, recebeu 30.000 pessoas. Ainda de madrugada, equipes da prefeitura iniciaram a limpeza da Goethe, que ficou tomada por lixo. Pelo menos 33 pessoas que passaram pela Goethe e pela Arena foram atendidas no Hospital Pronto Socorro (HPS) por queimaduras causadas por rojões ou ferimentos causados em brigas.