Prefeito Valdeto Ferreira, propõe projeto de Lei que aumenta o IPTU em até 70 %; população promete sair às ruas em protesto

Para o vereador Eduardo Salgo, o país está em crise, e a cidade de Niquelândia, também está em crise; a população não pode aceitar calada

Por Semaias Pereira 17/12/2017 - 19:35 hs
Foto: (reprodução facebook)
Prefeito Valdeto Ferreira, propõe projeto de Lei que aumenta o IPTU em até 70 %; população promete sair às ruas em protesto
Prefeito de Niquelândia-GO, Valdeto Ferreira

Projeto de Lei nº 038, de autoria do executivo municipal, era para ter iniciado a votação, na última quinta-feira, 13 de dezembro, mas logo foi retirado da pauta, e deverá ser votado a partir desta segunda-feira, dia 18. 

O asqueroso projeto é de autoria do prefeito Valdeto Ferreira, onde o mesmo pretende alterar a planta dos valores de terrenos em Niquelândia, tanto nas áreas urbanas, como rural e em todos os povoados. 

Segundo a proposta do projeto de Lei, apresentado por Valdeto Ferreira, os imóveis situados em área urbana no município deverão ser reajustados em até 50 %; e quanto aos imóveis localizados em zona rural, o aumento do IPTU, será de 70 %, e os morados de todos os povoados, também começarão a pagar obrigatoriamente o tributo

A ação do prefeito Valdeto faz dele um dos políticos com o menor índice de popularidade na história da pacata cidade de Niquelândia, dono de uma administração, sem foco, e incapaz de colocar a cidade nos trilhos, o prefeito tem sido considerado por vários setores, como um dos piores de todos os tempos.

Findando o primeiro e último ano de seu mandato à frente da prefeitura de Niquelândia, Valdeto Ferreira, apelidado pela comunidade, de “mãos sujas”, pela condenação sofrida por improbidade administrativa, ao desviar dos cofres públicos, verbas que seriam destinadas a educação. Não só o dinheiro foi surrupiado durante a sua administração na década de 90, como o destino dos recursos jamais foi descoberto, eliminado assim todas as possibilidades de os investigadores, rastrearem a aplicação e finalidade do dinheiro. 

Valdeto Ferreira quer findar 2017 deixando à comunidade niquelandense um aumento de 70 % no IPTU, e para isso espera contar com o apoio e bom apreço da Câmara Municipal de vereadores; com exceção dos que esperam levar alguma vantagem ilícita, ao votar a favor do projeto, o prefeito não deve lograr êxito quanto a aprovação do projeto de Lei.

VEREADOR EDUARDO SALGADO

Para o vereador Eduardo Salgo, o país está em crise, e a cidade de Niquelândia, está também em crise; e a população não pode aceitar calada, mais um amento desses. O vereador ainda ressalta que a cidade está vivenciando um momento de crise financeira e política, de uma maneira sem precedentes. 

Ouvido pelo portal primeiraedicao.online, Eduardo Salgado, afirmou categoricamente, ser contrário ao projeto de Lei, apresentado pelo prefeito. Segundo o vereador, os imóveis na cidade têm sofrido uma grande desvalorização nos últimos meses, e que o mesmo IPTU, já é corrigido e anualmente pelo IPCA (índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo).

POPULAÇÃO AMEAÇA SAIR AS RUAS

A iniciativa de Valdeto Ferreira, em elevar o IMPOSTO PREDIAL e TERRITORIAL URBANO, em até 70 %, tem gerado uma revolta generalizada em toda comunidade niquelandense. Setores da população tem se organizado e caso o prefeito de continuidade ao projeto, a comunidade deve sair e as ruas e também acompanhar de perto qual será o voto de cada vereador. 

EQUIPE DE GOVERNO

O desgoverno de Valdeto Ferreira tem gerado descontentamento em quase toda a equipe que o elegeu, a sua equipe de governo não passa, de algumas cabeças da sua família como a primeira dama Conceição Velloso e a filha do casal, que acompanha de perto a administração desastrosa do pai. Quanto ao vice-prefeito, o que foi apurado pela primeiraedicao.online, é que o mesmo tem feito um bom te correto trabalho a favor de Niquelândia, e que em nada comunga com a idéia asquerosa do atual gestor do município

Jovem e com marcas de competência, Celino Correa, tem se tornado a esperança da cidade, para que seja retomada a esperança quanto à geração de emprego e renda no município Alguns secretários ouvidos pelo nosso portal de notícias dão conta de que não são ouvidos ou atendidos quanto a idéias e projetos que poderiam resultar em benfeitorias para o município, e não tendo outro caminho, a não ser dar lugar a voz de protesto o que será feito a partir da próxima semana, e aguardar o desfecho final do (TSE), que deverá banir de uma vez por todas, ou pelo menos por oito anos, toda a esperança do prefeito “mãos sujas”, de continuar a frente da prefeitura. 

O QUE DIZ OS EMPRESÁRIOS

Empresários não reconhecem a necessidade de um aumento no IPTU, na condição moral, política e econômica porque passa o município, alguns deles afirmam que além de apoiar os protestos dos próximos dias, devem propor uma ação cível pública contra o asqueroso projeto que teve iniciativa em Valdeto Ferreira. Desde que o atual prefeito assumiu a prefeitura de Niquelândia, o IMPOSTO PREDIAL e TERRITORIAL URBANO, já vem apresentando um aumento não justificado na ordem de 200 a 500%.