Adriana Ancelmo deixa a cadeia pública em Benfica, Zona Norte do Rio

Ex-primeira dama do Rio deixou a prisão após decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes

19/12/2017 - 18:48 hs
Foto: (Alessandro Buzas/Futura Press/Estadão Conteúdo)
Adriana Ancelmo deixa a cadeia pública em Benfica, Zona Norte do Rio
Adriana Ancelmo chega a apartamento no Leblon, onde ficará em prisão domiciliar

A ex-primeira-dama do Rio Adriana Ancelmo deixou a cadeia pública José Frederico Marques, em Benfica, na Zona Norte do Rio, na manhã desta terça-feira (19). A saída ocorreu no mesmo dia em que a mulher do ex-governador Sérgio Cabral foi condenada, junto com o ex-marido, em mais um processo da Lava Jato.

A decisão foi tomada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes, nesta segunda (18). Na mesma decisão, Gilmar Mendes substituiu a prisão preventiva da mulher de Sérgio Cabral por prisão domiciliar.

"A decisão foi muito justa, especialmente em relação às crianças, que são as principais destinatárias deste direito.", afirmou Aline Oliveira, advogada de defesa da ex-primeira dama. Adriana chegou ao apartamento onde mora, no Leblon, na Zona Sul da cidade, pouco antes das 11h desta terça.

Adriana Ancelmo foi presa pela primeira vez em dezembro do ano passado, no âmbito da Operação Calicute, um desdobramento da Lava Jato no Rio de Janeiro. Foi esta mesma operação que levou Sérgio Cabral à prisão.

Até o mês passado, Adriana Ancelmo cumpria prisão domiciliar, mas, por decisão do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2), teve de retornar à cadeia.

Em setembro deste ano, ela foi condenada a 18 anos e 3 meses de prisão pelo crime de lavagem dinheiro e por ser beneficiária do esquema de corrupção comandado por Sérgio Cabral.