No que pode ser seu último mês à frente da prefeitura, Valdeto Ferreira, demite centenas de comissionados e aposentados, e afunda a cidade na pior crise de sua história

O atual gestor não conseguiu, atrair uma fabrica de sabão ou vassouras para o município

Por Semaias Pereira 09/01/2018 - 14:52 hs
Foto: (reprodução facebook)
No que pode ser seu último mês à frente da prefeitura, Valdeto Ferreira, demite centenas de comissionados e aposentados, e afunda a cidade na pior crise de sua história
Prefeito de Niquelândia, Valdeto Ferreira

Na véspera de ser cassado pelo (TSE), o prefeito Valdeto Ferreira, demite centenas de comissionados, e lança a cidade de Niquelândia na maior crise política e financeira de todos os tempos, e uma das mais graves em todo o território nacional

Em um vídeo publicado, nas redes sociais, o prefeito “mãos-sujas”, codinome que a população atribui a Valdeto Ferreira, graças ao processo que responde no Superior Tribunal Eleitoral, por desvios de verbas da educação, em seu primeiro mandato como prefeito em Niquelândia-Goiás, no período de 1993 – 1996; o gestor mostra-se pouco falante, trêmulo; claudicante e com sinais de gagueira, e sem justificativa plausível, pede a compreensão da comunidade, por mais uma de suas decisões, precipitadas e pouco planejadas, ao demitir centenas de servidores

Em sua segunda gestão como prefeito de Niquelândia, e tendo já iniciado o seu décimo terceiro mês à frente do município, os dias do prefeito a frente da prefeitura, tem sido sinal de mal pressagio para muitas famílias, e um caos para a toda a população, que assiste aflita e impotente à incapacidade do gestor em conduzir o mais básico dos serviços públicos. 

Da equipe de governo à frágil e complacente oposição que o prefeito tem na Câmara Municipal de Vereadores, o descontentamento com o jeito tacanho de governar e o estrangulamento das finanças no município é generalizado. Além de ser uma espécie de agoureiro para muitas famílias que estão sem salários desde o mês de outubro, a administração de Valdeto Ferreira é a principal responsável pelo fechamento de renomadas indústrias no município, entre elas a Votorantim Metais, agora Companhia Brasileira de Alumínio (CBA), e uma série de outras empresas de médio e pequeno porte, que deixaram de existir com a administração de Valdeto Ferreira. 

INCAPAZ DE ATRAIR EMPRESAS, EMPREEENDEDORES E INSTIDORES 

Com uma administração “familiocrata”, e adepto do nepotismo público, Valdeto Ferreira, tem sido zeloso ao manter, sua família por trás de importantes secretarias de seu governo. Denunciada pelo Ministério Público do Maranhão, por diversos crimes, como organização criminosa, peculato, falsidade ideológica e falsificação de documentos a primogênita do prefeito Ana Carolina Veloso Rodrigues, é suspeita de ser a principal responsável por importantes secretarias, como saúde, educação e finanças. 

E quando se fala em atrair empresas para o município, e criar meios para fortalecer os bons empreendedores do lugar, e gerar incentivos para pequenas e médias empresas, o prefeito, mostra se um leigo no assunto, e ao mesmo tempo dedica toda sua força, para fortalecer os contratos de aluguéis, que a prefeitura mantém com membros de sua família, bem como o fortalecimento de posto de combustível, também ligada ao prefeito por laços familiares. Enquanto a cidade afunda em sua maior crise, politica, moral e financeira de todos os tempos. 

Ao encetar o seu décimo terceiro mês como prefeito de Niquelândia, o atual gestor não conseguiu se quer atrair uma fabrica de sabão ou vassouras para o lugar; pelo contrário, tem burocratizado o sistema e dificultado o trabalho de alguns empresários na cidade e até mesmo em povoados e distritos. 

Segundo informações da assessoria do prefeito Valdeto Ferreira, um outro numero de comissionados ainda serão demitidos ainda essa semana.

VEREADORES E SECRETÁRIOS

Boa parte do secretariado da prefeitura municipal de Niquelândia está sem as mínimas condições de desenvolverem o seu trabalho, para o qual foram comissionados. Faltam estrutura e recursos em quase todas as secretárias, e pensando em seu futuro político, alguns desses têm ensaiado abandonar o já derrotado moral e politicamente Valdeto Ferreira, mas se esbarram nas tentadoras propostas nada republicanas do atual prefeito. 

E na mesma condição encontra-se a quase totalidade dos vereadores do município. Alguns desses estão com os nomes arrolados no portal de transparência, como beneficiados, por pagamentos, referentes a administração anterior. Enquanto faltam recursos financeiros para se pagar os professores e demais servidores públicos, não têm faltado ações e graúdo apoio financeiro na intenção de calar a oposição de vereadores, ao governo que é considerado, o pior de todos os tempos. 

Uma das mais graves acusações contra vereadores da oposição, é que alguns desses, têm mantido vários assessores em gabinete, graças à suave mão do prefeito Valdeto Ferreira, que concordou em pesar ainda mais o caixa da prefeitura, ao custear essas e outras despesas.