Dana White decreta: após vitória sobre Cyborg, Amanda Nunes "é a melhor de todos os tempos"

Presidente do UFC diz que baiana vai se tornar uma estrela após conquistar cinturões em duas categorias femininas diferentes, e descarta revanche imediata para Cris Cyborg

30/12/2018 - 16:22 hs
Foto: Getty Images
Dana White decreta: após vitória sobre Cyborg, Amanda Nunes
O rápido e imponente nocaute aplicado por Amanda Nunes em Cris Cyborg no UFC 232 empolgou Dana White

O rápido e imponente nocaute aplicado por Amanda Nunes em Cris Cyborg no UFC 232 empolgou Dana White. O presidente do Ultimate viu o resultado como uma declaração definitiva de que a campeã peso-galo e nova campeã peso-pena está acima de qualquer outra mulher que já lutou MMA até hoje.

- Ela é a melhor de todos os tempos. Como negar? Esta era a luta para descobrir isso, quem era a melhor. Se você olhar para o seu currículo, as pessoas que ela venceu, não tem como negar. Ela é a melhor de todos os tempos - afirmou, enfaticamente, o chefão na coletiva de imprensa do Ultimate.

Este currículo inclui agora quatro campeãs ou ex-campeãs do UFC: Miesha Tate, Ronda Rousey, Valentina Shevchenko e Cris Cyborg. A vitória sobre a última, invicta nos últimos 13 anos e tida como a lutadora mais dominante do mundo até então, e a forma como o nocaute se deu, devem ajudar a "Leoa" a alcançar algo que esteve fora de seu alcance mesmo com todo seu sucesso nos últimos anos: fama e reconhecimento da organização.

- Eu disse por muito tempo que esta era a luta que tinha que acontecer. Este é o tipo de luta que cria legados. Você precisa decidir quem é o melhor do mundo. Foi uma luta inacreditável, e você não acha que Amanda Nunes não vai ser uma estrela depois disso? Eu garanto que sim. O povo foi à loucura com ela. Vamos descobrir a partir de segunda o que vem em seguida para ela - disse White, que acrescentou que Amanda "obviamente" estará no Hall da Fama do UFC quando encerrar sua carreira.

O futuro de Cris Cyborg, por sua vez, é mais nebuloso. Dana White descartou a ideia de uma revanche imediata para a ex-campeã após sua primeira derrota desde 2005, e não sabe ainda o que vai fazer com a lutadora curitibana, cujo contrato com a companhia se encerra em março de 2019.

- Acho que não (faremos revanche imediata). Foi uma vitória muito convincente. Tenho que voltar ao laboratório e ver o que aconteceu. Vamos descobrir algo - limitou-se a dizer o presidente do UFC. (Com conteúdo do UFC Combate).