A Marca de Cristo na vida do cristão

A Lei do Amor de Cristo é resumida em amá-Lo na proporção que nos amou

08/10/2019 - 01:54 hs
Foto: Divulgação
A Marca de Cristo na vida do cristão
A Marca de Cristo na vida do cristão

Cada arvore é conhecida pelo seu próprio fruto. Porque nem se colhem figos de espinheiros, nem dos abrolhos se vindimam uvas” (Lc 6.44). A verdadeira marca de Cristo nos libertou do peso da Lei e nos colocou debaixo de uma Lei incomparavelmente superior, a Lei do Amor. Devemos nos submeter à essa Lei por obediência e gratidão.

Não para que ela nos leve à Salvação, pois de fato, como crentes, já temos entendido que fomos salvos bem antes de termos nascidos, é assim que a Bíblia nos diz.

Também não devemos pensar que a obediência à essa Lei nos manterá salvos, pois, a mesma Bíblia também nos diz que quem nos mantém salvos, é Cristo Jesus que nos retêm em Suas mãos. Assim, de Suas mãos ninguém nos tira, e nem saímos.

A Graça é uma marca de Cristo?

Mesmo que em algum momento cheguemos a pensar em “desistir” de Jesus, Ele nos restaura o ânimo, direciona nossa visão, e nos apruma os passos, tudo faz pela ação do nosso Consolador, o Espírito Santo. Este é sem dúvida, o segredo da nossa permanência incondicional em Suas mãos. Isso tudo tem um nome: Graça Irresistível!

A Graça precede ao Amor, agora falamos! Ninguém tem o Amor de Cristo se não houver sido alcançada por essa Graça! É a Graça que primeiro nos resgata das garras da morte para nos colocar nas seguras mãos de Cristo, aí sim, o Amor nos é dado como a marca do caráter do nosso Salvador. Serve como o sinal em nós para o Mundo, que de fato somos dEle em essência!

Temos um Dono! Somos servos dEle! Foi exatamente para que não vivamos um “cristianismo filosófico” e vaguemos no campo das idéias, e sim, vivamos um Cristianismo Genuíno que produza Vida para este Mundo, que Jesus nos disse certa vez, que os Seus seguidores seriam identificados pelo Seu Amor, e que eles seriam literalmente regidos e sinalizados por esse Amor.

A Lei do Amor de Cristo é resumida em amá-Lo na proporção que nos amou, e aos outros, da mesma forma como Ele os amou. Não é fácil, mas é a nossa Lei !

Consequentemente, quando alguém que se diz filho de Deus, não anda refletindo uma Vida Cristã Amorosa e Frutífera ou ela não é de Cristo, ou, sendo dEle, está vivendo em desobediência e profunda ingratidão ! É verdade. Mas, tem conserto. Cristo pode fazer tudo novo!

Individualmente, cada um de nós deve questionar que tipo de sinal anda refletindo “do Cristo” que confessa.

Sempre devemos reavaliar nossas atitudes, valores, e comportamento, para que em momentos de fraqueza, e diante de uma amorosa exortação como essa, não demoremos tanto para retornar ao Primeiro Amor ! Jesus…

“Nisso conhecerão todos que sois meus discípulos, se tiverdes amor uns com os outros. Jo. 13.35

Com conteúdo do Portal amo família.